Primeiro pipocas agora fraudadores

Quando comecei a participar de corridas de rua, conheci os pipocas.

Os pipocas são homens e mulheres que não participam da corrida, utilizam toda a estrutura mas não pagam a inscrição, assim não tem número, chip, não ganham a medalha no final da corrida, não tem o tempo registrado e tudo mais.

Em resumo os inscritos pagam e muitos aproveitam de boa! Um absurdo concorda!

Podemos comparar a uma balada que você e seus amigos pagam para entrar e descobre que  galera vai comer e beber sem pagar ou seja você pagou para eles.

Mas agora na última corrida de São Silvestre ocorrida em 31 de dezembro de 2017, foi lançada uma nova categoria os corredores figuristas.

Não bastava participar sem pagar e usufruir de toda a estrutura, agora eles falsificam o numero de peito.

Pelo foi amplamente noticiado, https://g1.globo.com/sp/sao-paulo/noticia/sao-silvestre-investiga-grupo-de-12-corredores-que-participaram-da-prova-com-o-mesmo-numero-de-inscricao.ghtml, um grupo de corredores utilizou o mesmo número de peito de um inscrito e reproduziram para os demais.

Ou seja fraudaram acorrida, provavelmente para simplesmente ganhar a medalha que não teriam direito sendo pipocas.

Triste!

Um pais que tem gritado tanto por honestidade, que tem na operação lava jato sua esperança pelo fim da corrupção um grupo de brasileiros corrompem, fraudam um prova, assim, roubando e enganado outros tantos brasileiros, igual como fazem os políticos que todos querem punidos!

Sinceramente as empresas que organizam tentam timidamente evitar as fraudes!

Além  disso, muitas dos que participam oficialmente das provas fomentam os pipocas e brigam por eles quando barrados nas provas e camuflam a entrada nas provas.

Uma pena, um vergonha e nos faz pensar será que os brasileiros querem mesmo o fim da corrupção ou o queremos sempre obter vantagem sobre os outros!

O Brasil será um país de eternos pipocas e figaristas!?

São mas pequenas coisas que demostramos quem somos na realidade.