RESPOSTA CARTA ABERTA AO BRASIL

Caro, MARK MANSON, li sua carta carta aberta ao Brasil em seu site http://markmanson.net/brazil_pt, que ficou famosa entre nós pois a empreendora e escritora Bel Pesce, fez sua leitura e publicou.

Você só escreveu verdades.

Tudo o que ele falou já foi dito por mim, por inúmeras personalidades do mundo empresarial, jornalistico, etc.

Não trouxe nenhuma novidade.

O direito de se expressar é livre, assim como a resposta.

Sei que tem muita gente compartilhando e dizendo que é tudo verdade, etc.

Sabemos que hoje vivemos um intenso período no Brasil, onde o país esta passando a limpo toda a sua história recente.

Sabemos que muitos de nós gosta muito  do “jeitinho brasileiro” para tudo.

Mas não podemos tornar isso uma guerra entre nações.

Pois, na história recente da FIFA um senhor francês disse que o Brasil merecia um chute no traseiro e poucos meses depois este mesmo senhor francês esta sendo acusado do maior esquema de venda de ingressos no mundo.

Ainda, senhores americanos, suíços também estão sendo acusados de corrupção, inclusive sendo presos.

Inúmeros países da Europa, inclusive o próprio EUA, passaram por momentos de corrupção e caça a eles assim como hoje ocorre aqui.

E naquele momento de quem era a culpa? Do próprio povo.

Mas quem espiona o mundo, quem tem prisão em Guantánamo?

Vamos deixar isso de lado pois o papel de mostrar somente os erros cabe a você meu caro e não a mim.

Ora temos pouco mais de 500 anos de história que estamos construindo e mesmo com todos os nossos erros somos a sétima economia do mundo.

Somos uns dos maiores produtores agrícolas e só não somos mais pois as vezes sofremos embargos econômicos.

Mas assim como você a pergunta por que estamos sempre ferrados, já me foi feita por europeus e americanos, mas eles próprios perguntando de si e não de nós.

Venha para o Brasil e veja também a nossa grandeza de povo e venha construir e não ser mais um da turma do amendoim que ganha fama falando mal e depois vendendo algo aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *