UMA DESCULPA PARA ENGORDAR: EU CORRO

115Passado o período de recuperação da cirurgia, voltei aos treinos, tendo engordado, 12 kilos no período de quase 4 meses que fiquei parado.

Todo mundo falava que estava engordando justamente por tinha parado de correr, e passei acreditar que quando voltasse a correr voltaria a emagrecer, afinal eu tinha perdido 24 kilos.

Então voltei aos treinos e as corridas, mas barriga nada de diminuir, a insatisfação comigo mesmo começou a crescer e as pessoas perguntando se já tinha voltado a correr? Mas emagrecer que é bom, nada.

Será que a formula mágica não existe mais?

Um dia durante um treino na USP, brinquei com o professor Marcelo Avelar dos Corredores da Zona Norte:

“Pô Marcelo tá difícil emagrecer! E tenho corrido tanto!”

A resposta veio certeira:

“Mas o que você está comendo? Tá comendo muita besteira na padaria?”

Como todo bom gordo, respondi:

“Não lá não como nada!”

Já percebeu que quando queremos transferir a nossa responsabilidade ou quando queremos encontrar uma desculpa para o que sabemos que depende de nós rapinho arrumamos um frase pronta: “Não como nada”, “Devo estar correndo pouco”, etc, nunca olhamos e falamos a verdade.

“Eu corro”, tornou a frase chave para você pode comer a vontade!

Sim, o fato de estar praticando uma atividade física tinha liberado para comer tudo o que eu tivesse vontade, sempre com a desculpa de que estava praticando um esporte.

Mas não é bem assim, o fato de estar praticando um esporte não me liberar a comer todas as quantidades, todos os tipos de alimentos, a qualquer hora. Não estou liberado para comer demais a ter hábitos de alimentação não saudáveis, só porque corro.

A corrida faz parte de uma combinação entre alimentação saudável + esporte = vida melhor.

Lógico que podemos e devemos comer sanduíche, pizza, massas, carnes, doces mas tudo com moderação, em dias adequados.

Não devemos também sem ser obcecado demais pela alimentação saudável nos restringindo demais aos prazeres da alimentação.

Mas eu tinha perdido o limite da moderação, eu estava sendo alguém que praticava esporte, mas com o pensamento de alguém que não pensa saudável.

Tinha me tornado aquele atleta gordinho, o que me incomoda muito.

Um dia durante o treino, senti a barriga inchada, um desconforto do corpo e que passou para mente, era a hora de agir, parar de falar e entrar em ação, antes que velhos problemas voltassem.

A corrida é algo super saudável e ajuda a queimar as gorduras, mas sem uma dieta adequada, não adianta nada correr milhares de km que a barriga não vai diminuir.

Assim, parti para ação alimentação saudável, combinando com esporte, para ser feliz.

Sem exageros encontrando o ponto de equilibro no meio desse turbilhão que é a vida que levamos, repleta de ansiedade, problemas, soluções, alegrias, desafios e muita, muita corrida.

Equilíbrio e foco!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *